Curso de Roteiro Cinematográfico com Anna Muylaert – Navega

 “o processo criativo é uma caçada. O roteirista deve estar aberto à inovação e em busca da ruptura.”


Neste curso inédito e online, Anna Muylaert aborda a prática do roteiro cinematográfico tendo como eixo a sua trajetória profissional e seus processos de criação. Escrever roteiros exige, além de talento, dedicação, persistência, muita observação do mundo ao redor e horas e horas de trabalho.  Anna percorre os fundamentos principais da construção de narrativas potentes e as técnicas que utiliza na elaboração de roteiros pra cinema e TV, incluindo dicas relacionadas ao mercado e à produção cinematográfica. De forma dinâmica, a roteirista e diretora compartilha a experiência acumulada em mais de 30 anos de carreira que fizeram emergir premiados filmes autorais e séries de TV de sucesso. Uma experiência singular de aprendizado.

Saiba mais AQUI.

 

 

 

Novo livro de Laurentino Gomes

As raízes do Brasil com o corpo na América e a alma na África

Vem aí o novo livro do escritor laurentino Gomes. Considerado o maior lançamento do ano, o livro, publicado pela editora GLOBO, traz como tema a ESCRAVIDÃO NO BRASIL, o maior território escravista do Hemisfério Ocidental. O país recebeu cerca de 5 milhões de cativos africanos, 40% do total de 12,5 milhões embarcados para a América ao longo de três séculos e meio.

 

 

O Melhor do Crime Nacional – Editora Luva

Um projeto bem bacana elaborado por Tito Prates e Vitto Graziano. Vale a pena apoiar.

O projeto

Faça silêncio… e cuidado onde pisa.

Não sei como você, leitor(a), chegou até aqui, mas recomendamos que feche a porta, desligue as redes sociais e fique atento, pois, ninguém consegue fugir depois de entrar nas páginas de O Melhor do Crime Nacional.

“Diferentemente das imagens exuberantes estampadas nos cartões postais, o Brasil é muito mais do que praias paradisíacas e suas metrópoles… nosso país é repleto de faces, orgânico e, mesmo que muitos paguem caro por uma proteção, ainda reserva suas surpresas, dia após dia, sem qualquer resquício de beleza ou piedade.”

Sentiu a prévia do que lhe aguarda? Não? Então, o que acha de conhecer um pouco mais sobre o projeto? Clique aqui.

 

Tristan Aronovich fala sobre a “Bíblia do Cinema” com Ralph Peter

Se você é estudante, amante e entusiasta da sétima arte, vale a pena conferir no programa Livros em Revista (Ralph Peter) o ator, compositor e cineasta Tristan Aronovich falando sobre sua obra “A Bíblia do Cinema”.
Neste livro didático o autor apresenta os segredos de como realizar um longa-metragem, cumprindo todas as etapas, desde a pré-produção, produção, chegando à fase de pós-produção e mostrando as possibilidades de divulgação e distribuição do filme.

Confira a entrevista aqui.

 

 

Vem aí a 4ª edição do Prêmio Kindle de Literatura

Com base no sucesso dos anos anteriores, a Amazon está novamente à procura de romances brasileiros originais autopublicados por autores independentes para concorrer ao prêmio de R $30.000,00 e a chance de ter o livro impresso publicado pela Editora Nova Fronteira.

Este ano o Prêmio traz ainda a oportunidade das obras finalistas serem avaliadas, em conjunto com os finalistas de outros prêmios literários ao redor do mundo, por um time de especialistas do Amazon Prime Video, que escolherão uma obra para receber a oferta de um contrato de opção para a produção audiovisual com o adiantamento de pagamento no valor de US $10.000,00.

Prepare-se. Para participar da 4ª edição do Prêmio Kindle de Literatura, você deverá publicar seu livro no KDP do dia 15 de agosto até 15 de outubro de 2019, colocar o termo PremioKindle no campo de palavras-chave durante o processo de publicação e cadastrar na categoria Ficção. Para participar, o livro deve ser um romance original em português, não publicado anteriormente, exclusivos para o Kindle durante o período da premiação, sendo inscrito no KDP Select.

Mais informações sobre a 4ª edição do Prêmio Kindle de Literatura, incluindo o Edital completo, podem ser vistas em: www.premiokindle.com.br

‘Tormenta 20’ arrecada mais de R$ 1,1 milhão no Catarse

Campanha de financiamento coletivo da editora Jambô arrecada mais de R$ 1,1 milhão e é o melhor resultado em toda a história do Catarse

No fim do mês passado, o PublishNews noticiou que a editora gaúcha Jambô bateu recorde de arrecadação entre os projetos editoriais do Catarse. A novidade agora é que, nessa semana, o projeto Tormenta 20 bateu todos os recordes da plataforma de financiamento coletivo, arrecadando mais de R$ 1,1 milhão. O objetivo inicial era de levantar R$ 80 mil. Antes dele, o recorde era da campanha para a exposição QueerMuseu, que amealhou R$ 1.081.176,00.

No fechamento dessa edição, o Tormenta 20 já havia conseguido o apoio de 3.603 pessoas e a campanha segue no ar até o próximo dia 9.

Tormenta é um RPG de mesa criado pelos brasileiros Leonel Caldela, Marcelo Cassaro, Rogerio Saladino, Guilherme Dei Svaldi e JM Trevisan. Lançado originalmente em 1999, Tormenta apresenta um mundo de fantasia medieval fantástica que conta ainda com histórias em quadrinhos, romances e contos, além de dezenas de suplementos que expandem o RPG.

As recompensas dos apoiadores incluem versões física e digital do livro, conjuntos de dados, escudo do mestre, bloco de fichas e camisetas. As metas extras alcançadas já desbloquearam novas raças, classes, aventuras, baralho de magias, mapas de batalha e um App rolador de dados. Ao alcançar R$ 1 milhão, os proponentes liberaram a realização de um curta-metragem do game.

 

Fonte: PublishNews

Prêmios Literários Cidade de Manaus com inscrições abertas

No total são 20 categorias, seis delas exclusivas para autores regionais. Inscrições seguem até 28 de junho.

Estão abertas até o dia 28 de junho as inscrições para os Prêmio Literários Cidade de Manaus. Os prêmios serão concedidos mediante concurso, pelo Conselho Municipal de Cultura. No total, são 20 categorias, 14 delas em nível nacional – que inclui romance, conto, poesia, crônicas, jornalismo literário, literatura infantil, entre outros -, e seis em nível regional que também premiará o melhor romance, conto, poesia, ensaio sobre tradições populares, melhor livro de memória e literatura infantil. O prêmio será de R$ 5 mil para os vencedores da versão nacional e de R$ 3 mil para os vencedores da versão regional. O edital completo com todas as informações sobre como se inscrever você encontra clicando aqui. Edital aqui.

 

Fonte: PublishNews

Mauricio de Sousa ganha exposição nos EUA

A exposição ‘Portraits of Mônica’ reúne trabalhos de artistas residentes no Brasil e em Los Angeles que se inspiraram na personagem. Exposição gratuita fica aberta até 2/08.

Em homenagem à personagem mais icônica dos quadrinhos brasileiros, o Consulado-Geral do Brasil em Los Angeles abriu a exposição Portraits of Mônica que reúne trabalhos de artistas residentes no Brasil e em Los Angeles, que se inspiraram nas diversas interpretações da dona do coelho mais famoso do mundo. Além disso, com formato coletivo, o projeto traz vertentes artísticas variadas, como fotografia, grafite, pintura, escultura, cerâmica, colagem e até tatuagem. A curadoria é da artista plástica Sandra Zebi e da fotógrafa Ana de Oliveira. “É muito bom falarmos da Mônica para o público de Los Angeles. Para os brasileiros com saudades, essa é uma oportunidade de conferir a personagem em uma seleção de materiais artístico muito bem elaborados”, lembrou Mauricio de Sousa, criador da Turma. A visitação gratuita estará aberta ao público na Galeria Vinícius de Moraes (8484 Wilshire Boulevard, suite 300 Beverly Hills, CA) de segunda a sexta, das 9h às 13h, até o dia 2 de agosto,

 

Fonte: PublishNews

Quem lê é mais feliz, aponta pesquisa.

Pesquisa encomendada pela Amazon entrevistou 27.305 pessoas em 13 países. Entre os leitores frequentes, 71% se declararam felizes.

Conceptual Books

Entre o fim do ano passado e início desse, o instituto Kelton Global entrevistou, a pedido da Amazon, 27.305 pessoas com mais de 18 anos de 13 países (EUA, Canadá, México, Brasil, Alemanha, Reino Unido, Espanha, França, Itália, Austrália, Índia, China e Japão) com o objetivo de traçar o hábito e o comportamento e leitura em diferentes aspectos. A conclusão é que a leitura aumenta a felicidade e também pode ajudar o leitor a conectar uns com os outros e melhorar seus relacionamentos.

Entre os leitores frequentes (semanais), 71% declararam que se sentem felizes. A taxa entre os leitores esporádicos para essa mesma pergunta é de 55%. Isso porque, segundo a pesquisa, pessoas que leem são mais relaxadas.

Ainda de acordo com a pesquisa, quase metade dos participantes em todo o mundo (45%) tem como meta de desenvolvimento pessoal para este ano ler mais. No entanto, a pesquisa mostrou que a hiperconectividade pode ser um inimigo da leitura. O medo de estar perdendo algo nas redes, as constantes notificações no celular e a necessidade de sempre limpar a caixa de e-mails são apontadas como fatores que dificultam o tempo para a leitura. A pesquisa diz ainda que 34% dos respondentes leem para fugir das distrações digitais. Fora do mundo virtual, 70% dos respondentes declararam ter cancelado ou adiado atividades sociais para dedicar tempo para si com um livro.

Aficionados por livros de todos os lugares concordam que entrar de cabeça em um bom título ajudou a fomentar relacionamentos. Mais de 80% credita à leitura melhoras em seus relacionamentos e 81% ficam ansiosos em discutir pelo menos um aspecto de algum livro com outros. E nesse aspecto, os clubes do livro são ferramentas poderosas. Cerca de 45% dos participantes da pesquisa sentem que a leitura deu algo importante para discutir com os outros. E, pasme, mais de 60% dos participantes preferem discutir obras em um clube do livro, a beber vinho!!

E a leitura, veja só, pode influenciar relacionamentos românticos. A maioria (65%) dos respondentes em todo o mundo concordam que a leitura é um hábito que gera atração e 41% deles disseram que discutir livros foi uma das coisas que os fizeram se apaixonar por seus pares. E a pesquisa vai além: quase um terço (30%) dos leitores casados ou em um relacionamento dizem que questionariam sua relação com base nos tipos de livros ou gêneros escolhidos por seu parceiro. Além disso, quase o mesmo percentual (29%) diz que questionaria seu relacionamento caso o parceiro não fosse um leitor. Quando esses relacionamentos enfrentam problemas, um em cada três leitores recorrem a livros para resolver suas questões amorosas.

A pesquisa faz outras correlações, no mínimo, inusitadas. Por exemplo, leitores de quais países preferem ler a dormir? E em quais os leitores priorizam ler a perder peso? Para ter a resposta, clique aqui.

 

Fonte: PublishNews