Serginho Groisman apresenta 60ª edição do Prêmio Jabuti

Cerimônia acontece no dia 8 de novembro, no Auditório do Ibirapuera

Se na última edição a anfitriã foi a atriz e apresentadora Marília Gabriela, este ano, o jornalista e apresentador Serginho Groisman foi anunciado como o mestre de cerimônias da 60ª edição do Prêmio Jabuti, marcada para o dia 8 de novembro, no Auditório do Ibirapuera.

No evento será conhecido o vencedor do Jabuti, que receberá o prêmio de Livro do Ano, além dos vencedores de cada uma das 18 categorias. Além disso, o poeta amazonense Thiago de Mello será homenageado com o prêmio Personalidade Literária, em reconhecimento pelo conjunto de sua obra.

Neste ano, o autor premiado com o Livro do Ano receberá R$ 100 mil, enquanto os vencedores das categorias receberão R$ 5 mil cada. Além dos prêmios em dinheiro, os autores receberão uma estatueta, que também será entregue às editoras dos livros selecionados.

 

Fonte: PublishNews

Prêmio Pólen® de Literatura ganha segunda edição em 2018

Vencedor ganhará o valor de R$ 10 mil e terá obra publicada pela editora Arqueiro

A Suzano Papel e Celulose, em parceria com a Editora Arqueiro, iniciou essa semana as inscrições para o II Prêmio Pólen® de Literatura, que premia obras de ficção inéditas de novos autores brasileiros. O vencedor receberá a quantia de 10 mil reais além de ter a oportunidade de lançar seu livro pela Editora Arqueiro.

Para participar, o autor precisa inscrever pelo site oficial do prêmio uma obra de ficção (romance, suspense, policial e thriller). Serão aceitos apenas originais inéditos e escritos por brasileiros – natos ou naturalizados –, a partir de 14 anos, residentes e domiciliados no Brasil. O prazo vai até o dia 31 de outubro de 2018.

Os manuscritos serão avaliados por uma comissão julgadora, que irá anunciar no dia 30 de novembro de 2018 os cinco finalistas. Na última etapa, três jurados formam a comissão final e, por meio de voto, escolherão a obra vencedora. O resultado será anunciado em 14 de dezembro de 2018.

Criado em 2017, o Prêmio Pólen® de Literatura tem como objetivo incentivar a leitura, a literatura brasileira e a descoberta de novos escritores. “Em ações como o Prêmio Pólen de Literatura, a Suzano visa, por meio de sua atuação na sociedade, contribuir com a formação de novos autores e leitores, que são importantes para o desenvolvimento de uma nação consciente e crítica”, afirma Alexandre Cezilla, Gerente Geral de Estratégia e Marketing da Suzano Papel e Celulose.

Em sua primeira edição, o concurso recebeu centenas de originais, enviados por autores de todo o país. Quem venceu foi o professor mineiro Felippe Barbosa, de 22 anos, com o título Os Quase Completos. Lançado pela Editora Arqueiro, o livro foi impresso em papel Pólen®, um tipo de papel com tonalidade diferenciada, que reflete menos luz, e por isso torna a leitura mais agradável. “A sensação de ter um livro publicado é única. E a mensagem que eu quero passar é de que você pode ser feliz fazendo o que gosta. É possível ser feliz sendo artista”, afirmou o escritor.

Para se inscrever e conferir o regulamento completo do prêmio, clique AQUI.

 


Sobre a Suzano Papel e Celulose

A Suzano Papel e Celulose é a segunda maior produtora de celulose de eucalipto do mundo e a maior fabricante de papéis de imprimir e escrever da América Latina. Como subsidiária da Suzano Holding e parte do Grupo Suzano, reúne mais de 90 anos de tradição com o que há de mais moderno de tecnologia para a indústria de papel e celulose. Possui sete unidades industriais no Brasil, escritórios internacionais em seis países e estrutura de distribuição global preparada para abastecer mais de 60 países. Produz, além de Celulose, Papéis de imprimir e escrever revestido e não revestido e de Embalagens, Tissue (papéis para fins sanitários) e celulose Fluff (usada na produção de fraldas e absorventes higiênicos), e está investindo na produção de Lignina e derivados, criando uma plataforma de química verde para a substituição de matéria-prima de origem fóssil, entre outras aplicações. Trabalha no desenvolvimento genético de culturas florestais e atua no setor de biotecnologia por meio de sua subsidiária FuturaGene. A empresa possui capital aberto e integra o Novo Mercado, o que reforça seu compromisso com o avanço contínuo das práticas de governança corporativa.  Para mais informações, acesse www.suzano.com.br.