Não julgue o livro pela capa

Nova plataforma propõe que leitores pratiquem o desapego literário ao mesmo tempo que comprem livros às cegas, só pela sinopse, sem saber o título ou a capa

A última pesquisa Retratos da Leitura perguntou aos seus entrevistados quais os fatores influenciam na hora de escolher um livro para comprar. O quesito capa aparece na quinta posição, ficando à frente de dicas de professores, nome da editora ou mesmo críticas e resenhas.

Apesar disso, têm surgido nos últimos tempos algumas iniciativas de oferecer aos leitores brasileiros a possibilidade de comprar livros sem que eles tenham acesso à capa. A escolha é feita só pela sinopse ou acreditando na escolha da curadoria, como é o caso de alguns clubes de assinatura.

Aqui mesmo no PublishNews, já noticiamos o lançamento do Book4You, o ‘Tinder dos livros’, app onde os livros são apresentados apenas pela sinopse. Livrarias também apostam nessa brincadeira. A Leonardo da Vinci, no Rio de Janeiro, por exemplo, tem ali uma banca em que reúne escolhas dos seus livreiros. Os livros são envelopados em papel pardo e o leitor compra só pelo que está escrito no pacote. A Saraiva, no último dia dos namorados também fez uma campanha parecida. Apelidada de Amor às cegas, a ação incentivava que os amantes comprassem livros sem saber o título e nem a capa.

Agora, o Beco Literário, plataforma de conteúdo jovem voltado para a área de literatura, acaba de lançar o Becompre, site que permite ao leitor comprar livros sem saber qual exemplar está levando para casa. Mas mais do que isso, a nova plataforma quer que seus usuários também ofereçam livros ali. A ideia é que as pessoas pratiquem o desapego e, ao mesmo tempo, comprem às cegas títulos oferecidos por outros usuários.

Funciona assim: o interessado em vender seus livros preenche um formulário no site com dados básicos pessoais e do livro. Esse cadastro é analisado pela equipe que reescreve a sinopse e finalmente a publica no site.Os criadores da Becompre defendem que, para quem deseja comprar, a experiência de encontrar um livro na plataforma é totalmente imaginativa, já que ela foi construída para “despertar nos leitores a vontade de desbravar o desconhecido e tirar proveito dessa experiência”.

Gabu Camacho, de apenas 22 anos, é o “CEO” do Beco Literário. Ele garante que estudou bastante o mercado antes de lançar a nova funcionalidade. “Fizemos pesquisas antes do lançamento e vimos que as pessoas ficaram admiradas em comprar um livro sabendo apenas sua história. É uma forma de colocar o clichê de ‘não julgue um livro pela capa’ em prática, sem deixar a transparência de lado”, comenta.

Ele diz ainda que todos os livros anunciados no site passam por um rigoroso processo de curadoria. Isso evitaria, na opinião dele, que o leitor se sinta lesado na hora da compra. “Nós ficamos no meio do processo. Ajudamos o vendedor a embalar, conservar, limpar e enviar o livro, enquanto auxiliamos o comprador a encontrar uma história que ele realmente goste, com preço acessível e bom estado de conservação”, acrescenta o Camacho.

 

Fonte: PublishNews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *