Leipzig, na Alemanha, também cancela a sua feira de livros

A feira é um importante evento literário que serve como esquenta para a Feira do Livro de Frankfurt, que acontece só no segundo semestre. Brasileira que estava escalada para o evento cancelou viagem.

A Feira do Livro de Leipzig, importante esquenta para a Feira do Livro de Frankfurt que acontece só no segundo semestre, foi cancelada. É o terceiro evento internacional de livros na Europa a sofrer alterações por conta da epidemia de coronavírus. Antes de Leipzig, a Feira do Livro Infantil e Juvenil de Bolonha foi adiada e o Salão do Livro de Paris cancelado. Leipzig era para começar no próximo dia 12 e seguir com a sua programação até o dia 15.

A jornalista e escritora brasileira Joselia Aguiar estava escalada para o evento. Ela embarcaria para Leipzig para falar sobre Jorge Amado, uma biografia (Todavia). Ao PublishNews disse que cancelou a sua ida à Europa.

A grande apreensão continua sendo com relação à Feira do Livro de Londres cuja programação está oficialmente mantida para os dias 10 a 12 de março. Além de HarperCollins, Macmillan, Simon & Schuster, Ingram e Overdrive, que já tinham anunciado a sua ausência na feira, entre ontem e hoje o braço americano da francesa Hachette e a italiana Gruppo Mauri Spagnol anunciaram que não estarão na feira inglesa. Para justificar a sua ausência, Stefano Mauri, CEO do grupo italiano e que participou no Brasil de uma edição do Interlivro de 2015, declarou ao Publishers Lunch que os agent centers “são, por definição, o pesadelo dos epidemiologistas”. Considerados o coração das feiras de negócios de livros, esses espaços abrigam milhares de agentes e editores que estão ali para vender e comprar direitos autorais.

Em comunicado oficial e atualizado no último domingo (1º), a Feira do Livro de Londres afirma que manterá a sua programação a menos que haja uma nova diretriz do governo local ou da Organização Mundial da Saúde (OMS). “Todas as diretrizes de Saúde Pública da Inglaterra e da OMS estão sendo seguidas e medidas apropriadas estão sendo implementadas”, diz o comunicado. O documento fala ainda que para aqueles que não conseguirem acessar a Feira, a organização fará o possível para garantir que o máximo de conteúdo possível seja transmitido e compartilhado pelas redes sociais do evento.

No Reino Unido, há 40 casos confirmados da covid-19. Já na Alemanha, onde está Leipzig, há 165 casos. Nenhuma morte em decorrência do vírus foi registrada em nenhum dos dois países.

A transmissão do corona vírus é feita de pessoa para pessoa via gotículas respiratória ou contato. Ao tossir ou espirrar, as autoridades recomendam, tapar a boca e nariz com um lenço descartável ou colocando a dobra do cotovelo para conter possíveis gotículas contaminadas. Há ainda a recomendação para manter as mãos limpas, lavando com sabonete por pelo menos 20 segundos e/ou higienizando com álcool gel e evitar o contato da mão suja com nariz, boca e olhos.

Pessoas que viajarem para áreas onde já há casos de contaminados e apresentarem sintomas da doença – febre, tosse e dificuldade para respirar – devem procurar os serviços de saúde para acompanhamento.

Fonte: PublisNews